A música e todas as suas faces na noite de São Paulo

cantores tocando instrumento musicalAo redor do mundo, algumas grandes cidades possuem a fama de “nunca dormirem”. São Paulo, como uma das mais tradicionais delas, defende a sua reputação oferecendo eventos para todos os gostos e estilos, dentre eles um rico cenário musical. Dificilmente alguém fica sem opções para ouvir boa música na cidade, seja em um de seus diversos bares ou em locais mais reservados.

Roteiro cultural

Aproveitar bem a noite musical paulistana e fugir das multidões é algo possível e agradável. Além disso, quem opta por programas com perfil mais cultural muitas vezes se surpreende com preços bastante acessíveis e uma experiência enriquecedora. O auditório do parque do Ibirapuera, além de ser um lugar lindamente projetado pelo famoso arquiteto Oscar Niemeyer, possui uma programação bastante diversificada e de qualidade. Da música clássica à MPB, os estilos são favorecidos pela excelente acústica do ambiente, ideal para o lazer noturno. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site do auditório e os valores costumam ser convidativos. Entradas ligeiramente mais caras, mas completamente justificadas pelo que é oferecido, são encontradas na Sala São Paulo. Situada no complexo Júlio Prestes, mais especificamente num pedaço da estação de trem que foi reformado para tornar-se a maior e mais moderna sala para concertos da América Latina, a casa possui uma agenda requintada. Ali também fica a sede da Osesp, orquestra emergente que já recebeu a atenção de uma importante publicação inglesa: a revista Gramophone. Aos sábados, a Sala São Paulo abre suas portas para o público infantil, sempre com espetáculos recheados de diversão e aprendizado. Crianças e adultos também podem acompanhar de perto a programação das diversas unidades do Sesc espalhadas pela cidade, sempre com calendários repletos de shows e apresentações musicais.

Noite agitada e variada

Sabendo procurar, todos os gostos musicais são atendidos pela noite paulistana. Lugares às vezes pouco divulgados são verdadeiros nichos de algum estilo, que valem a pena ser descobertos. Um bom exemplo é o Jazz nos Fundos, na zona Oeste de São Paulo, no bairro de Pinheiros. Escondido no terreno de um estacionamento, o local apertado e bem simples garante aos seus frequentadores sessões de jazz de altíssima qualidade. Sem sair do ritmo, mas seguindo para a região dos Jardins, o Syndikat Jazz Club abriga as suas apresentações ao vivo em um porão, a preços um pouco mais altos e com um saboroso cardápio. Passando para o samba, o centro da cidade é um lugar imperdível para se desbravar. A casa Você Vai se Quiser, na praça Roosevelt, tem muita animação, feijoada e petiscos. Aos sábados, a roda de samba começa às 17:00 e se estende até as 21:00, com direito a um caldinho de feijão na saída. Samba e choro também podem ser apreciados no Ó do Borogodó, em Pinheiros, casa que recentemente foi escolhida pela revista Veja SP como a de melhor música ao vivo de São Paulo. Já para quem gosta mais de um clima de balada, a região baixa da Augusta não decepciona. No Studio SP, de ambiente alternativo, a programação é bem recheada e com grande variação de estilos musicais.

Foto: Isaxar – Fotolia
Similar Posts: